Seja Bem Vindo!

"O verdadeiro mestre é aquele que da condições para que seu discípulo o supere".

"O caráter de Cristo em nossas vidas materializa-se não pelas palavras que falamos, mas pelas nossas atitudes e exemplos. Palavras se vão, exemplos ficam". (ARAUJO, Robinson Luis)

"Liderança Cristã é a arte de influenciar pessoas, pela minha vivência espiritual, despertando o interesse em outras, para uma vida eterna com DEUS". Pr (ARAUJO, Robinson Luis)

segunda-feira, 12 de novembro de 2012

Aos Pais...


Anteriormente, escrevemos a todos aqueles que são filhos. Mostramos na Palavra de Deus o quão é importante, para que tenhamos um futuro bom e abençoado por Deus, que os filhos obedeçam a seus pais. Mas hoje, queremos escrever a todos aqueles que são pais, pois, cobramos muito dos filhos, mas a responsabilidade também está em nossas mãos. Em Efésios 6:4, nos diz: “E vós pais, não provoqueis a ira a vossos filhos, mas criai-os na disciplina e na admoestação do Senhor”.

Como pais, temos uma das missões mais importante, a de ensinar nossos filhos nos caminhos do Senhor, para quando eles crescerem e ficarem velhos, jamais se desviem dele. Como pais cristãos, a nossa responsabilidade ainda é maior, pois daremos contas a Deus de como criamos e o que ensinamos aos nossos filhos.

Muitas vezes, temos reclamado de nossos filhos, achamos e até mesmo falamos aos outros como são desobedientes, não respeitam as nossas ordens, não querem estudar, não têm compromisso, que essa geração é diferente da nossa e daí por diante...

A pergunta que nos resta é a seguinte: o que nós temos provocado em nossos filhos? É bem claro o versículo citado acima, será que nós não temos provocado à ira em nossos filhos? Não temos nós, como pais, às vezes, descarregado em nossos filhos o stress que vivemos no nosso dia a dia? Temos nós dado a atenção devida a eles, ou deixamos que eles busquem a atenção devida com outras pessoas, sendo que estas, às vezes, nem as conhecemos? Quantas vezes trabalhamos tanto, com a desculpa de darmos um futuro melhor a eles e deixamos de ouvi-los por alguns minutos? Temos cumprido o que a palavra nos ensina, que devemos ensinar aos nossos filhos? Vale a pena pensar!

Quantas vezes como pais, tivemos a oportunidade de dialogar com nossos filhos? Dialogar não significa uma conversa, onde um fala e o outro ouve. Dialogar é abrir o seu coração, falar de seus medos, fracassos, é demonstrar que é com nossos erros que aprendemos a conhecer as vitórias. Às vezes queremos exigir o máximo de nossos filhos, que eles sejam os primeiros em tudo, mas quando eles conseguem uma vitória, deixamos de elogiá-los. Você já elogiou alguma atitude de seu filho? Já falou para ele obrigado? Quantas vezes queremos ser super-protetores e não damos à chance deles conseguirem algo sozinhos, pelas suas próprias mãos. Isso é importante!

Temos orado pelo futuro deles? Temos abençoado diariamente as suas vidas? Já pensou em colocar nas mãos de Deus o casamento, mesmo sendo eles tão pequenos, pedindo que Deus envie um esposo (a) do Senhor?

Irmãos, uma coisa é certa e nós não podemos esquecer: Nossos filhos, em geral, representam o que nós somos como pais. Que nosso Senhor nos ensine a criar nossos filhos, de tal maneira que alcancem um coração sábio.


Pr Robinson Luis de Araujo - Aquidauana/MS

Nenhum comentário:

Postar um comentário